Zur Navigation | Zum Inhalt
FVCML0208 10
Tecnologias facilitam a vida de pessoas com deficiência PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Jaime Ribeiro   
Terça, 28 Fevereiro 2012 12:50
Apresentamos mais um vídeo do Programa da SIC "Futuro Hoje" que ilustra bem as vantagens da utilização de tecnologias para facilitar o acesso e participação das pessoas com deficiência na sua vida quotidiana, onde se inclui a educação. São várias as vantagens para os alunos com NEE quando se passa do papel ao digital.
Actualizado em Terça, 28 Fevereiro 2012 12:59
 

Destaques

Muito se tem falado sobre o potencial da utilização dos Recursos Educativos Digitais (RED) na educação. Porém, a nível nacional, pouca atenção tem sido dada à utilização dos RED com as populações especiais, com alunos que não seguem os padrões considerados normais de aprendizagem.

"Os RED podem envolver, atrair, inspirar e entusiasmar aprendentes de todas as idades, capacidades e necessidades. Podem ser utilizados para estimular e canalizar a criatividade do aluno à medida que vão sendo adaptados às suas necessidades e vão sendo desenvolvidos materiais mais estimulantes que permitem personalizar a aprendizagem. Apresentam-se de diferenciadas formas, desde uma simples imagem digital que complementa um conteúdo, a ambientes virtuais onde a flexibilidade da simulação torna a experimentação mais segura. Em educação, um recurso digital é qualquer elemento que pode ser armazenado num formato digital, adoptado e adaptado para ser utilizado na aprendizagem." (in Cadernos Sacausef VI)

Felizmente e em boa hora a Direção Geral de Inovação e Desenvolvimento Curricular (DGIDC), estrutura do Ministério da Educação e da Ciência decidiu investir nesta área. Desta forma, lançaram no âmbito do seu Projeto Sacusef, na 6ª edição, uma publicação dedicada aos RED para alunos com Necessidades Educativas Especiais. Os Cadernos Saucausef VI foram organizados e estruturados por António Moreira e Margarida Almeida da Universidade de Aveiro e conta com capítulos escritos por referências nacionais. Autores que além de investigarem, fazem da utilização das tecnologias com as NEE o seu dia a dia.

Com elevada qualidade, aconselha-se a leitura deste caderno, que nos parece ser uma referência a não perder para (in)formação.